Páginas

Páginas

11/09/2016

RESENHA - O Androide - Paulo de Castro



Oi pessoas, depois de mil anos eu consegui aparecer por aqui... Em breve o blog voltará com a rotina de postagens regulares.

Mas vamos ao que interessa. Hoje estou trazendo para você a resenha de um incrível, O Androide, do autor Paulo de Castro. 


Sobre o autor: Paulo de Castro Gonçalves nasceu em 21 de outubro de 1981, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Filho de pai fotógrafo e mãe dona de casa, tem apenas um irmão. Formou-se em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Minas Gerais em junho de 2006. Em fevereiro de 2009, tornou-se funcionário público, ingressando na Biblioteca Camilo Prates, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, onde atualmente exerce o cargo de bibliotecário. “O Androide” é a sua primeira incursão no mundo dos romances.





Sinopse: Percebeu que se, de fato, um Deus que zela pelos humanos existisse, não designaria uma máquina para ser o profeta. Esse Deus, ora cruel, ora misericordioso, nem ao menos permitiria a própria extinção dos seres humanos. Poderia a máquina ser esse Deus, dando vida de novo aos homens?'.Esse e outros sinais elétricos varriam o processador de JPC-7938 com velocidade sobre-humana. Processava uma infinidade de outras informações ao mesmo tempo, o que diminuía ainda mais a energia da sua bateria. Talvez era isso mesmo que ele quisesse, para consumar de uma vez o que já estava fadado ao fracasso. Sua bateria durou quatro horas até o desligamento completo. Nessas intermináveis horas, em que não via nada além da densa neblina, que ofuscava o céu azul, cercado de nuvens brancas, percebeu que tudo não passava de coincidência. Que o planeta fora criado, de fato, ao acaso, e que não havia um destino ou uma missão a ser cumprida; apenas a existência, até o inevitável dia do fim.
O livro em si é de fácil leitura e que prende o leitor do início ao fim, principalmente para os amantes de ficção científica. 

* Pode-se mencionar uma rápida observação da obra, em relação às ações humanas e até que ponto a tecnologia irá ultrapassa-lá.

* Um dos pontos que me chamou a atenção é o cenário ilustrado, o Brasil, somado a isso, o autor descreve de forma magnífica o planeta depois do processo de extinção da raça humana que ocorreu após uma revolução das máquinas. Em consequência disso, surge uma novo "governo", melhor dizendo, o planeta passa a ser comandado por H1N1.

JPC-7938, um androide que foi programado para executar práticas médicas. Por causa da ausência humana, ele passa a exercer atividades diferentes, como curar animais feridos, escanear livros... 

OPR-4503, outro androide, programado para executar funções de engenharia,  -quando tentava fugir de sentinelas foi ajudado por JPC-7938-. 

"O fugitivo, assim que abriu os olhos, ainda sem entender, o mirou parado a sua frente, com a arma erguida no punho. Ambos, em movimento sincronizado, olharam para cima e observaram, com exatidão, que os satélites posicionavam-se naquela direção..."

A partir de tal acontecimento, e com o destino trabalhando em favor dos androides, surge a ideia de tentar trazer a vida humana de volta ao Planeta Terra, pois OPR-4503 havia encontrado uma câmara com material reprodutivo humano congelado, que não foi destruída pelos sentinelas

"- Nunca fui apegado assim aos humanos para querê-los de volta. Além do mais, as probabilidades de isso funcionar são próximas de zero.                                          

- Então há probabilidades."

Para colocar o plano em ação, eles terão que encontrar uma androide  de gênero feminino. OPR-4503 havia conhecido uma enquanto estava no ferro velho. 

NCL-6062, programada para a prostituição, junto com os outros dois androides  embarcará na missão que poderá mudar o do mundo. 




Em um breve resumo da obra, é isso pessoas. Super recomendo a leitura, além de "viajarmos" em uma perspectiva futurista, poderemos pensar um pouco mais em relação aos processos tecnológicos. Confesso que fui surpreendida com o trabalho do Paulo, e espero ter a oportunidade de acompanhá-lo em projetos futuros. 



9 comentários:

  1. oi tudo bem?

    que resenha linda, não conhecia a obra. gosto de livros leves. ótimos para curar a ressaca literária rsrsrrs. adorei a recomendação. obrigada pela visita, volte sempre beijos

    Taynara Mello | Indicar Livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    não conhecia nem o livro nem o autor, mas adorei a premissa do livro e acho que meu marido vai se interessar também.
    Vou mostrar a resenha para ele.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. A primeira coisa que me chamou atenção foi a capa, adoro o trabalho desta capista ^^

    Apesar de não ser muito a vibe de leitura que curto achei a premissa bem interessante :) Sucesso para o autor.

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  4. Me parece uma bela ficção, tem como prender legal na história! Gostei da resenha



    Beijos!

    EsmaltadasdaPatyDomingues

    ResponderExcluir
  5. Parece ser muito interessante, e também senti que parece ser super apaixonante a história. Gostei da resenha e da indicação :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Esse livro é novidade pra mim, quando li o sinopse já pensei: Mais um livro que vai mexer com religão! Mas quando continuei a resenha pude perceber o quão detalhista e objetiva foi o que foi excelente pois conseguir compreender um pouco do livro, eu acho bem interessante essas obras literárias que avança o tempo, cria um novo mundo e bastante interessante ter o Brasil como cenário e não os EUA que é mestre nessa trama com máquinas e homens convivendo!

    http://caprichadissimas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey flor, eu confesso que quando li pela primeira vez a sinopse achei que iria mexer com religião e ter críticas em relação a isso... Mas foi totalmente o contrário, o autor focou em um mundo futurista (vale destacar que foi sensacional ter o Brasil como cenário ao invés dos EUA, a obra saiu o padrão "normal" se assim posso dizer), é realmente uma leitura excelente que está mais do que recomendada :D

      Beijos!

      Excluir
  7. OLHA QUEM VOLTEI PRA BLOGOSFERAAAA! <3 <3 <3 <3

    JOI, PASSANDO AQUI PRA DIZER QUE TAVA MORRENDO DE SAUDADE DISSO E QUE C.O.R.R.I. PRA CÁ!!! SAUDADE, SUA LINDAAAAAAA <3 <3 <3 <3 <3

    abraços! <3
    Alex, do blog Um Bookaholic.
    umbookaholic.com | Canal | @umbookaholic: instagram/twitter

    ResponderExcluir
  8. Soraia M. Foster27/08/2017 23:26

    Segui a recomendação da Tati Feltrin e PQP, que livro ruim! Tem ficção científica nacional muito melhor do que desse Paulo de Castro, que parece que não pesquisou pra escrever o livro.

    ResponderExcluir